Lifestyle · Viagem

Férias

lkfçjg

Eu estaria mentindo se dissesse que as férias e a viagem aconteceram de última hora e de forma inesperada, eu já sabia que tiraria férias no início de outubro, porém, como sempre, eu não me programei e o destino foi escolhido em cima da hora.

Fui para Juiz de Fora, minha cidade natal, visitar família e amigos e foi imensamente agradável poder passar quase 15 dias ao lado de pessoas queridas.

jsfkHÇKgf

Parti de carro com com a família (marido e cachorro) a destino de Minas Gerais e em dois dias na estrada debaixo de muita chuva percorremos 1.700 km.

É sempre uma aventura viajar de carro e cada momento conta. Cada hora, cada música que toca no rádio, cada ultrapassada de carro gera uma ansiedade positiva por estar cada vez mais perto do destino.

sdklçjg

Não tenho grandes novidades sobre a viagem, pois a ideia era descansar e ficar perto dos que amo e tudo correu conforme planejado.

Voltei ao Mato Grosso ontem e colocando as coisas no lugar já bate aquela saudade de colocar o pé na estrada novamente e sei que acontecerá em breve.

Postei e ainda tenho postado muita coisa no meu Instagram. Se vocês ainda não me seguem, deixo aqui o meu convite. Lá eu tenho atualizado fotos diariamente pela praticidade.

Volto com muitas ideias e emoções para dividir com vocês.

Até breve! m beijo, Carolina.

Anúncios
Vídeos · Viagem

Como é Morar em Juiz de Fora? – VÍDEO

No início desse ano eu fiz um post AQUI no blog sobre como é morar em Juiz de Fora e foi um dos posts que mais recebo visualizações até hoje. Recebo emails, comentários e elogios sobre o post e por isso achei que seria interessante fazer um vídeo com a maioria das perguntas que me fazem para ajudar ainda mais a quem está na pesquisa sobre JF.

No vídeo eu falo de tudo em relação ao meu ponto de vista de acordo com a minha experiência vivendo quase 30 anos lá.

Espero que gostem!

Se mesmo com o post e o vídeo vocês ainda tiverem dúvidas, é só deixar um comentário que respondo com prazer.

Se inscrevam no meu canal e não deixem de dar um joinha no vídeo pra mim!!!

Beijos, Carolina.

Vídeos · Viagem

Bonito – MS

IMG_3672

Vocês devem ter acompanhado minha viagem de férias de Julho pelo Instagram onde postei várias fotos desse lugar maravilhoso que é Bonito no Mato Grosso do Sul, mas mesmo tendo postado várias fotos, achei que a viagem merecia um post contando um pouquinho mais sobre meu passeio, já que não dá pra ficar delongando tanto no insta.

IMG_3566

Eu fui de carro daqui de Rondonópolis, no Mato Grosso até Bonito, no Mato Grosso do Sul. Dá uma média de 550 km e é possível fazer a viagem em umas 9 a 10 horas (distância nunca é problema pra gente aqui de casa, se deixasse a gente ia de carro até no Japão – vantagens de ter um carro confortável e muita disposição pra dirigir).

Bonito é cercada de natureza e em sua redondeza, que também segue a mesma linha, é possível fazer muitos passeios bacanas e tirar fotos maravilhosas, principalmente se você for com um bom equipamento fotográfico e principalmente a prova d’água (uma Go Pró já é suficiente), o que não foi o meu caso e por isso não tirei taaantas fotos incríveis assim. Também pelo fato de não ter sido a primeira vez que fui a Bonito, então nem tudo é novidade na hora de fotografar, porém, aquela beleza não cansa nunca!

IMG_3673

Terra das belezas mais bonitas do Brasil, Bonito tem particularidades que só se encontram lá, a começar pelo contato tão próximo com a natureza e os animais. Mas devo informar a vocês que não é possível fazer um passeio sequer por conta própria, tudo deve ser adquirido através das infinitas agências de turismos presentes lá e pela internet afora e os valores altíssimos são tabelados pelo Comtur (Conselho Municipal de Turismo) o que quer dizer que não adianta chorar um descontinho pelos passeios que não vai rolar, o que é ruim quando se está em um número grande de pessoas, mas por outro lado, você não corre o risco de estar sendo passado a perna por agencias de turismos que trabalham com preços elevadíssimos.

Bonito não é uma cidade barata para passear, ainda mais quando toda e qualquer atração que é paga. Nada, nadinha dá pra fazer sozinho, sem guia e sem pagar entrada, pois tudo se encontra dentro de propriedades privadas. Mas apesar desse detalhe, vale cada centavo gasto, pois é um lugar incomparável, onde não é possível encontrar nada parecido no restante do Brasil.

IMG_3721

Em relação às pousadas, existem muitas de diferentes tipos, bolsos e níveis. O preço não chega a ser tão puxado e você pode se hospedar bem sem gastar uma fortuna.

A que eu fiquei era bem organizada, aconchegante, com um ótimo café da manhã onde tínhamos até contato com os macaquinhos (vocês podem ver sobre isso no vídeo) e uma decoração que combinava bem com o estilo da cidade. O nome dela é Carandá e fica bem próxima das atrações noturnas da cidade.

IMG_3907IMG_3900

Como eu já conhecia a cidade e já havia feito alguns passeios, dei preferência a ir em alguns outros lugares que ainda não conhecia, como a Nascente Azul e a Boca da Onça Ecotour. Repeti o passeio do Lago Azul e deixei ainda alguns ouros passeios para fazer em uma outra vez.

IMG_3568

O passeio para o Lago Azul se resume em uma boa aula de conhecimento geográfico e biológico que te faz o tempo todo buscar em sua mente possibilidades de como burlar os guias e dar um bom mergulho naquela água azul e maravilhosa escondida no fundo na gruta.

IMG_3611

Claro que, brincadeiras a parte, não é possível pois o local é bem cercado e os grupos de visitação são pequenos. Uma pena que as fotos não refletem nem 1% da beleza que existe naquele local.

IMG_3639

Como cheguei na hora do almoço, optei por fazer o passeio da lagoa azul para não perder o restante da tarde e no dia seguinte pegar um passeio que me ocupasse o dia todo. A Gruta do Lago azul é um passeio curto só para contemplação, mas vale a pena conhecer os detalhes e curiosidades daquele lugar.

IMG_3892IMG_3763

No segundo dia fomos fazer o passeio da Nascente Azul e que lugar espetacular meu Deus!!! Um lugar abençoado e cheio de paz com uma das paisagens mais lindas que já vi na vida.

IMG_3903IMG_3773

Esse lago principal é cheinho de peixes e nele podemos nadar, pular de tirolesa, fazer aulas de mergulho, andar de caiaque ou só relaxar em uma das espreguiçadeiras mesmo, admirando a natureza e ouvindo o som das águas.

IMG_3761 IMG_3735

Lá na Nascente Azul o que não falta é o que fazer. Você pode marcar sua flutuação para um dos inúmeros horários na parte da manhã ou após o almoço e tirar o restante do dia para aproveitar tudo o que o espaço tem a te oferecer. Até andar na corda bamba eu fui…

IMG_3903IMG_3743IMG_3749

Como as águas são provenientes das nascentes, que, em muitas vezes geram uma queda d’água (cachoeira), em sua maioria das vezes pode apostar que são geladas, por isso se puder dar preferência em ir nos meses quentes do ano a possibilidade de você aproveitar mais o passeio é maior, no entanto, é certo que os meses mais quentes são também os meses mais cheios e ir em lugar cheio… bom, escolha de cada um.

IMG_3792

Mas ignorando o fato das águas geladas eu fiz uma flutuação da Nascente Azul, até porque a água de nascente é sempre mais quentinha que as de queda d’água.

A flutuação é linda, com muitos peixes de diversos tamanhos e a possibilidade de mergulhar em uma parte mais funda do percurso. Fenomenal! Indico muito!

IMG_3740

Um dia inteiro curtindo a beleza desse lugar incrível deu até pra fazer uma meditação no final da tarde. Como não se concentrar em um lugar com um visual destes.

IMG_3891

No dia seguinte cometi o erro de tirar o dia pra descansar já que havia chegado de viagem e emendado em passeios. O negócio é que o que se tem pra fazer em Bonito são somente os passeios (como havia citado ali em cima) e se você não faz passeios não há absolutamente nada para se fazer durante o dia. Até mesmo boa parte do comércio voltado para turistas não abre, então o jeito foi ficar no hotel literalmente descansando.

Depois de descansar bastante no dia anterior foi a vez de fazer o circuito das cachoeiras da Boca da Onça Ecotour, outro lugar com uma paisagem, apesar de diferente da Nascente Azul, perfeita. A estrutura do local oferece caminhadas nas trilhas, rapel, banho nas dezenas de cachoeiras disponíveis, piscinas naturais, contemplação das aves, almoço, museu, entre outros, atividades não faltam lá!

IMG_3925

No circuito das cachoeiras a primeira parada é na plataforma de rapel, a maior do Brasil. De lá de cima é possível ver toda aquela magnitude onde tudo fica do tamanho de um grão de arroz. É muito alto e mesmo não tendo descido de rapel (pois não sei por que cargas d’água não me foi oferecida esta opção de passeio, senão teria feito com certeza) lá de cima e possível sentir toda a vibração daquele lugar. É como ver o mundo de cima, literalmente, e é impressionante em como as coisas não tem o mesmo significado quando vemos elas de outros ângulos.

IMG_3930

Enquanto caminhava e descia os 600 degraus da plataforma do rapel me deparava com frases de Maria Cecília pintadas em troncos de árvores. Cada frase fala sobre um tipo de sentimento: saudade, filhos, pais, etc.

IMG_3931

Cuidado para não confundir o bicho-pau com um graveto no corrimão da escada!

IMG_4001

As cachoeiras são uma obra prima da natureza e esta é a mais alta do Mato Grosso do Sul, com 156m de altura, chamam ela de cachoeira da Boca da Onça porque dizem que dá pra enxergar uma onça de boca aberta certinha nas rochas, eu particularmente não vi nada, rs!

IMG_4012

IMG_4030

As águas desse lugar são inacreditavelmente cristalinas e extremamente geladas nessa época do ano.

IMG_4033IMG_4050IMG_4033IMG_4050

Esta cachoeira com um poço que eu mostro na figura abaixo é interligada com um outro poço e a única forma de atravessar de um lugar para o outro é embaixo da água sendo guiado por uma corda que já fica presa lá própria para a passagem dos turistas. Esta é, sem dúvidas, a mais gelada e eu, é claro que não entrei porque eu não sou nada boba.

IMG_4072

Após a trilha aproveitei para curtir o receptivo do local. Almoçar, relaxar, admirar a paisagem e sentir a vibração do lugar.

IMG_4116

IMG_4121

Depois disso parti de Bonito no dia seguinte em sentido ao Paraguai que também foi bem bacana. Fiquei lá alguns dias, conheci, fiz compras que valeram suuuuuper a pena (pretendo voltar, inclusive) e passei os últimos dias de viagem em Campo Grande curtindo a capital do Mato Grosso do Sul.

Sem dúvidas uma viagem que eu gostei muito e vocês sabem que viajar de carro é o que gostamos de fazer aqui em casa, né?! Nos divertimos, vamos conversando, cantando, trocando a direção e não fica cansativo.

Aqui em baixo eu deixo o vídeo que fiz de bonito e um pouco sobre os passeios. É meu primeiro vídeo de viagem e sei que ainda falta muita coisa pra melhorar, podia ter filmado muito mais coisas, mas já tá bom pra quem tá começando agora. Aos poucos vou pegando o jeito e vou me aprimorando.

Se vocês gostarem do vídeo deem um joinha pra mim lá no YouTube e aproveitem para se inscreverem no meu canal que ainda tem muitos vídeos por vir.

Bom, então é isso. Beijos a todos, Carolina.

Lifestyle · Viagem

Check List Para Fazer as Malas

Como eu viajo bastante, sempre tenho que pensar bem no que vou levar e por muito tempo eu ficava fazendo aquela listinha básica e sempre acabava esquecendo alguma coisa pra trás.

Aí de uns tempos pra cá eu fiz uma lista coringa que já contém as coisas básicas de toda viagem e só acrescento alguns itens de acordo com a viagem que vou fazer, como roupas de acordo com a temperatura englobando com isso os sapatos, casacos e etc.

Então hoje eu decidi compartilhar com vocês essa minha lista que tanto me ajuda. Eu separo tudo por “segmento” e fica bem mais fácil.

uso íntimo

Começo minha lista sempre pelas coisas de uso pessoal, pois são fundamentais e indispensáveis:

  • ESCOVA DE DENTES – CREME DENTAL – ESCOVA DE CABELO – PROTETOR SOLAR – SHAMPOO, CONDICIONADOR E CREME DE CABELO – SABONETES – PRENDEDORES DE CABELO – COTONETES – REPELENTE – FIO DENTAL – MAQUIAGEM – HIDRATANTE CORPORAL – ABSORVENTES – REMÉDIOS – PERFUME – LENÇOS HUMIDECIDOS (OU DEMAQUILANTE)

acessórios

Tem gente que leva um mundo inteiro de acessórios e acho que eles são fundamentais para compor os looks, principalmente se você vai passar vários dias viajando e pode precisar repetir as roupas várias vezes.

  • ÓCULOS DE SOL – CHINELOS – JOIAS E/OU BIJUTERIAS – SOMBRINHA – BOLSAS

peças íntimas

Para as peças íntimas é preciso ter muita atenção na contagem dos dias que você passará viajando. É preciso analisar se para onde você vai tem como lavar, ou se será necessário levar uma peça ou duas peças – como calcinha –  para cada dia.

  • CALCINHA E SUTIÃ – MEIAS – PIJAMAS – BIQUINES

eletrônicos

Os eletrônicos são peças fundamentais para registrar toda a viagem e também para os cuidados conosco.

  • CELULAR E CARREGADOR – CÂMERA FOTOGRÁFICA E CARREGADOR DE BATERIA – SECADOR DE CABELOS – CHAPINHA – FONES DE OUVIDO – BABY LISS

documentos

Se tem uma coisa que não pode ser esquecida de jeito nenhum são os documentos. Já passei apertos por não levar documentos suficientes para viagens (contei neste post aqui) e hoje em dia me organizo bem para não passar por isso de novo.

  • CARTEIRA DE IDENTIDADE – CPF – HABILITAÇÃO – PASSAPORTE – CARTÃO DE VACINA OU DOCUMENTOS DE SAÚDE NECESSÁRIOS (DEPENDENDO PARA ONDE ESTÁ INDO)

E o restante das coisas eu vou complementando mesmo como disse ali em cima. Tudo depende do lugar que estou indo viajar e por quantos dias pretendo ficar viajando. Já passei aperto por levar coisa de mais e ter que pagar por excesso de bagagem e já passei aperto por levar coisa de menos e ter que lavar roupa no chuveiro para ter o que usar ou sair rua a fora procurando pra comprar. O importante disso tudo (tirando os apertos) são as experiências e histórias pra contar que cada viagem me traz, que é o que me deixa mais feliz e motivada de viajar.

Bem, espero que o post ajudem vocês na hora de organizar suas malas, assim como me ajuda muito.

Beijo grande, Carolina.

Viagem

Cartagena em Fotos

IMG_0224

Eu disse no post que fiz sobre o KGB Bar que não faria um post sobre Cartagena porque não viajei com este intuito de fotografar e pesquisar bastante sobre a cidade porque estava em Lua de Mel e a ideia era me desligar do mundo digital e aproveitar a viagem. E foi o que fiz. Fiquei todos os dias sem postar nada no Instagram, sem reclamar no Twitter e sem acessar o Blog. Me fez muito bem, aliás!

Acontece que viagem pra fora a gente sempre tira uma fotinha ou outra e eu pensei que seria um desperdício não postá-las aqui, mesmo que sem legendas ou explicações.

Não são fotos ótimas porque tirei todas do celular mesmo, não levei nem câmera – até porque nem tenho – , mas deu para registrar bons momentos na acolhedora cidade colombiana.

IMG_0212

PS: enquanto eu estava separando as fotos para postar, percebi que perdi várias delas…  fiquei super triste, pensei até em deixar o post de lado, mas já que estou aqui, né, vou postar assim mesmo, rs.

IMG_0217IMG_0136IMG_0143IMG_0093IMG_0086

IMG_0097
Tava bem calor e o sol não deu descanso um só minuto

IMG_0098

IMG_0374
Banana com gosto de batata

IMG_0214IMG_0148IMG_0092

IMG_0091
Cidade Amuralhada

IMG_0090

IMG_0089
Se você morrer, não adianta reclamar depois

HDJY5188IMG_0144IMG_0079

IMG_0088
Pesos! Em real daria um pouco mais de R$500,00. A conversão é bem simples

IMG_0120

Processed with VSCO with c1 preset
Ilha para desfrutar das belezas do mar do Caribe
IMG_0252
Na Colômbia também tem manifestação, digamos
IMG_0246
Tipo uma calçada da fama com todas as garotas eleitas em todos os anos como Miss Colômbia
IMG_0247
E aqui as Colombianas eleitas como Miss Universo
IMG_0236
O melhor – e mais badalado – lugar para curtir aquele pôr do sol incrível

thumbnail_IMG_0450

IMG_0385IMG_0411

Bom, então é isso. Não é aquele post fabuloso que eu gostaria de ter feito pra vocês, mas pelo menos não deixei passar em branco.

Beijos e beijos, Carolina.

Viagem

KGB – Bar Russo em Cartagena, Colômbia

17362667_760793704087291_4975085270276431523_n
Foto: KGB Cartagena

Passei minha lua de mel em Cartagena das Índias, na Colômbia e a ideia inicial era fazer um post digno sobre a viagem. Acontece que eu fui para curtir o momento em que estava vivendo e com isso, nem me preocupei ou lembrei de fotografar os lugares bacanas que visitei, ou a cidade de um modo geral pra fazer um post aqui no blog depois.

Mas este bar em especial eu acabei tirando muitas fotos (nada profissional e nem pensada, dado o motivo acima citado) porque achei super diferente e com uma decoração fora do comum.

Trata-se de um bar com temática Russa que leva o nome de KGB (sim, a sigla do antigo Comitê de Segurança do Estado em Russo) e é completamente decorado com as principais características Russas, fotos de ex líderes, itens que remetem a cultura, bandeiras do exército, elementos antigos do país, entre outros detalhes interessantíssimos.

IMG_0168

Começando pelo balcão principal com muitas informações, luzes e símbolos, podemos ver em destaque as vodkas Russas que são bem tradicionais. Um painel com diversas matrioscas expostas e gorros ushanka que você pode pegar emprestado, vestir e tirar fotos.

IMG_0182

IMG_0171

Ao lado, uma parede com televisores passando infinitamente vídeos de imagens da formação do exercito russo com sua impecável disciplina.

Os manequins dispostos logo na entrada e vestidos com roupas militares e óculos aviadores dão ainda mais característica ao lugar e se você prestar bastante atenção, poderá perceber que boa parte da parede atrás do manequim homem está coberta com notas do dinheiro russo, assim como no teto e espalhadas por todo o bar.

IMG_0174

Pra todo lado, paredes cheias de informações, objetos tradicionais e vintages, além de fotografias e placas do país.

IMG_0157

IMG_0181

Próximo aos toaletes , as paredes são cobertas de notícias escritas em russo, símbolos e fotos.

IMG_0173

E mais manequim, mas deixar mais interessante. Inclusive os garçons se vestem de preto, mas utilizam aquele suspensório militar de oficiais com espaço para armamento e cantil, coturnos e bonés. Bem característico mesmo.

O bar não oferece um cardápio muito extenso. Há algumas opções de sanduíches, drinks, cafés e cervejas. Um ponto estratégico para parar, dar uma descansada enquanto bebe alguma coisa e se distrai com a decoração já que fica bem localizado no coração do Parque Fernandez Madrid (onde é possível encontrar lá também restaurantes característicos como este, mas Italiano, Cubano entre outros).

Ah, e não se preocupe se você não se identifica com o perfil comunista do país. Por todo o bar estão espalhadas placas informando que tudo ali é meramente artístico. Portanto, não leve pelo lado pessoal de sua escolha política e não deixe de conhecer.

IMG_0176

O que acharam? Um dos lugares mais diferentes que encontrei por toda a viagem. Parada obrigatória para quem está no centro histórico da cidade amuralhada de Cartagena.

Beijos a todos, Carolina.

Viagem

Como é morar em Juiz de Fora – MG?

Agora que me mudei para outra cidade e que sei que minha vida futura será de muitas outras mudanças, achei bem interessante fazer um post sobre a cidade que morei por último. Falar um pouco sobre como ela é, o que me atraiu, os pontos positivos e negativos e mais alguma coisa que me chamou atenção durante minha estada. Tudo de acordo com meu ponto de vista, claro.

Pode ser um tanto irrelevante para alguns , pois sei que tenho leitores que são de Juiz de Fora e outros que conhecem a cidade, mas pensei em fazer este post para aqueles que ainda não conhecem ou nem nunca ouviram falar de JF.

1280px-Bandeira_de_Juiz_de_Fora.svg

Pra começar, JF é uma cidade do interior de Minas Gerais de tamanho médio com cerca de aproximadamente 560.000 habitantes que faz divisa com o estado do Rio de Janeiro.

Como nasci e fui criada lá, meu sonho sempre foi me mudar pra uma cidade maior tipo SP ou BH, mas o tempo foi passando e eu fui entendendo o quanto JF é uma cidade boa para se viver. Lá têm-se uma boa qualidade de vida considerando outras cidades que já conheci. O custo de vida (que eu sempre pensei que fosse altíssimo) nem é tão alto assim para o padrão da cidade. Estamos pertinho da capital Carioca (menos de 2h de carro). O clima da cidade, apesar de ser ruim para quem tem rinite (como eu), é bom, pois faz frio e calor em curto espaço de tempo. Antes eu achava isso péssimo, sair de casaco de manhã, usar camiseta a tarde e voltar a colocar casaco a noite, mas hoje vejo que é uma boa forma de utilizar em nosso guarda roupas (rs) e é sempre melhor ter um clima variado do que um clima constante de só frio ou só calor. Também estamos rodeados de cidades bacanas e ótimas para passear, passar um feriadinho ou fazer um bate a volta no mesmo dia (Petrópolis, Teresópolis, Tiradentes, São João Del Rei, entre outras). Em JF tem tantas faculdades que o MEC proibiu a cidade de abrir qualquer outra já que a cidade estava virando um mercado universitário ao invés de uma cidade. A comida Mineira é a melhor que tem (modéstia parte) e em JF come-se muito bem, pois há grande variedades de restaurantes e na parte de entretenimento a cidade também não fica pra trás. Existem algumas boates, vááários bares e ocasionalmente são promovidos shows famosos, isso sem tirar os shoppings, clubes, cinemas e ações promovidas pela galera mais envolvida com a cidade.

Lá também tá rolando essa “geração fitness” e quase todo fim de semana rolam corridas promovidas por academias ou entidades, além de ter a campus da Universidade Federal de Juiz de Fora que é excelente para a prática de exercícios físicos. Academias também não faltam, tem pra todos os gostos e bolsos.

FotoCidade

Em resumo, é uma cidade que tem praticamente quase tudo o que se precisa.O que não dá pra resolver lá, o Rio está ali do lado e BH também não fica muito longe.

Entre os pontos negativos estão o intenso trânsito que tem se tornado mais infernal e insuportável a cada dia.Não temos metrô ou sequer uma estação de ônibus com bilhete único e o preço da passagem só sobe a cada dia. O fato de que o aeroporto regional da cidade fica em outro município que, apesar de pertencer a JF, leva-se uns 45 minutos para chegar até ele e os voos são realizados em apenas dois horários por dia (não sei como está agora já que não estou mais morando lá e não tenho notícias do aeroporto há um bom tempo). Os inúmeros radares e lombadas que a cidade tem adicionado cada vez mais. O péssimo histórico político que carregamos (quem não se lembra do antigo prefeito Alberto Bejani que foi preso e passou até no jornal nacional?). E pra mim, uma das piores coisas que JF poderia nos proporcionar: apesar de ser uma cidade de porte médio, Juiz de Fora é um ovo de codorna e coincidentemente todo mundo conhece todo mundo. É impossível sair a noite e não encontrar sequer um conhecido, ex de uma amiga ou alguém com quem já estudou. Isso não é lá muito bom se você pensar que qualquer fato pode se tornar uma grande fofoca…

Fora isso, eu poderia passar o dia todo aqui listando pontos fortes e fracos de JF, mas toda cidade tem seus altos e baixos. Quando saí de lá e vim morar em outra cidade percebi a enxergar minha cidade natal com um pouco mais de carinho já que fica aquela lembrança saudosa e gostosa na mente.

Sem título

Não considero uma cidade ruim para criar seus filhos ou passar sua aposentadoria, só não a vejo com um bom campo de trabalho já que a maioria da população são estudantes e aposentados. No mais, é gostoso viver lá e não me arrependo de ter passado meus 30 anos morando lá.

Se alguém que estiver lendo este post se lembrar de algo e quiser acrescentar, me deixe comentários. Sempre tem coisas que a gente esquece se comentar e eu com certeza devo ter esquecido de várias.

Então é isso! Beijos e beijos, Carolina.

 

Fotos: PJF e UFJF.