Viagem

Roteiro de Férias “sem Roteiro”

IMG_5384

Eu AMO viajar e pra mim isso é como uma festa! Gosto de conhecer lugares novos, culturas, climas, comidas típicas e tudo de melhor que se pode absorver de lugares diferentes do nosso habitual.

Só tem um porém: não sei seguir planejamento de viagens! kkkkkk

Parece estranho falar assim, mas juro que pra mim dá muito mais certo quando não planejo nada da viagem do que quando planejo. E por isso resolvi fazer este post pra vocês, contando um pouquinho como funciona essa coisa de viajar sem roteiro e aproveitar o máximo do que as férias tem a oferecer.

Acho importante salientar que viajar assim, sem roteiro certo é preciso ter disposição. Não é qualquer pessoa que está disposto a sair por aí sem saber para onde, e quando vai.

IMG_5222

Vou começar falando das passagens aéreas. Promoções pra mim não existem! Não me lembro de ter aproveitado uma única promoção de passagem aérea simplesmente pelo fato de que sempre compro a passagem em cima da hora.

Vou explicar. Não programo minhas férias, quando vejo que dá pra tirar uma folga, arrumo tudo com alguns dias de antecedência e vou. Então entro em todos os sites e vejo a empresa que está oferecendo o voo mais barato para o dia que decidi, compro e pronto. Já cheguei a comprar passagem com horas de antecedência e olha que nem pego o voo na minha cidade (sempre compensa mais viajar até o RJ e embarcar de lá), por isso é tão difícil encontrar promoções.

Chego no primeiro destino e depois rodo tudo de carro. É cansativo e por isso acho super importante fazer isso ao lado de uma pessoa que goste muito de viajar também. Tenho a sorte de ter uma pessoa ao meu lado que gosta tanto (ou mais) de viajar quanto eu. Aí fica bacana. Rodamos mais de dois mil kilometros fácil fácil. Um revesa no volante enquanto o outro dá uma cochiladinha.

IMG_2112

A gente estabelece uma direção e pensa no que pode ter de bacana por ali e vai. Mas não rolam muitas pesquisas, não. Esse é um ponto que confesso que preciso melhorar, pois já aconteceu de eu voltar em um lugar que já fui antes pra fazer coisas que não sabia da existência de metade do que tinham pra ser feito lá.

Por exemplo: eu resolvo ir do nordeste em direção ao norte do país de carro e a medida que vou chegando nas cidades, vou dando uma pesquisada meia boca sobre a próxima cidade.

Se a cidade é bacana, fico quantos dias eu achar necessário, se chove ou não condiz com o esperado, boto o pé na estrada outra vez.

E aí já aconteceu de ter que pegar balsa, passar por caminho de terra, estrada em construção, sem sinalização, achar que estou perdida porque o celular não pega, chegar em uma cidade achando que é maneiríssima e me decepcionar… essas coisas. Mas tudo vale a pena quando se está em boa companhia e se divertindo.

IMG_5477

Outro ponto são os hoteis. Como não faço roteiro, obviamente não reservo hotel.

Funciona assim: quando chego no destino, dou um Google no lugar mais badalado da cidade e que tem bastante hoteis e saio entrando em um por um perguntando preço e olhando as acomodações.

Parece trabalhoso, e é! Mas sinceramente, acho que vale muito a pena. Tem hoteis que vejo pessoalmente nessas minhas buscas e que penso que se tivesse reservado pela internet com as fotos que eles anunciam ia entrar numa furada.

Sem contar que fazendo o check in no hotel sem reserva prévia e pagando a vista sempre rola um descontinho que vale a pena e normalmente assim, consigo fazer melhor negócio que os preços que anunciam pela internet. Não nego esse meu lado negociante, hahaa.

IMG_2278

Já fiquei em ótimos, excelentes hoteis, mas também já entrei pelo cano. É aquela coisa né, muitas vezes comemos com os olhos, mas quando experimentamos o sabor, nem sempre ele é o que se espera.

Desta última vez mesmo que viajei me dei mal. Já era tarde, não estávamos encontrando hoteis bons com preços justos  e a cidade estava bem cheia. Encontrei uma pousada super bem arrumada, o quarto todo limpinho, vários travesseiros com fronhas branquinhas em cima da cama e a dona era uma simpatia em pessoa. O preço nem era tão baixo assim, mas a localização era estratégica. Bingo!

Tudo correu perfeitamente bem até acordármos no dia seguinte com as malas ensopadas pois choveu a noite toda e o quarto estava cheio de goteiras estrategicamentes posicionadas em cima de nossas malas. Como iríamos imaginar uma coisa dessas?!

Outro caso (este planejado e reservado com antecedência) foi em uma das mais conceituadas redes de hoteis espalhados pelo mundo. Tudo era incrível (e caro), mas a bendita água do chuveiro (e da banheira) não esquentava. Um problema sistêmico na caldeira do hotel não permitia a água de esquentar e a solução foi tomar banho frio.

Enfim, não pense que viajar sem se planejar é só desastre. São coisas que acontecem até mesmo quando a gente se programa, mas a vantagem de não ter pago nada antecipado é poder juntar as coisas e mudar de hotel ou de cidade a hora que quiser.

IMG_2237

O que sempre faço  também é me informar com pessoas locais sobre o que tem de bom na cidade e onde comer. Na maioria das vezes ninguém sabe, porque se você pensar bem, quem mora na praia normalmente nunca vai à praia, não é mesmo? Mas sempre consigo colher algumas informações preciosas de onde comer bem, onde encontrar um supermercado ou conseguir um artesanato mais em conta.

Já fiz cada economia por não ter vergonha de sair conversando e perguntando para as pessoas coisas simples,mas que, quando guias percebem que somos turistas, eles abusam mesmo.

IMG_5580

Dentre todos os fatores de viajar sem roteiro, a única coisa que me incomoda é não poder planejar deireito as roupas que vou levar. Acabo tendo que levar de tudo um pouco porque em cada lugar está uma temperatura diferente e como não sei a data que estarei naquele lugar, não consigo checar o climatempo, que na maioria das vezes, erra também.

Estas viagens fazem com que eu tenha que levar roupas suficientes para dias de sol, chuva, frio e calor, além de ter que, vez ou outra, lavar alguma peça no chuveiro.

“Ah, mas po que você não manda pra lavanderia do hotel?”, porque ás vezes eu chego as 19h e saio ás 07h do dia seguinte, só pernoito mesmo, então lavar a roupa no chuveiro me parece ideal, já que se ela não secar a tempo, levo ela molhada no carro comigo e assim ela termina de secar.

Enfim, pra mim este é o jeito que mais dá certo viajar (pelo Brasil). Aos poucos, vou fazer vários posts sobre essa ultima viagem que fiz. Passei quase 20 dias viajando nesse esquema e foi mais uma experiencia incrível que vivi. Quero dividir tudo aqui com vocês.

6633

Espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho sobre como eu tiro férias. E vocês, são mais tradicionais ou também curtem uma aventura sem destino? Quero saber, me contem!!!

Beijos e beijos, Carolina.

 

Anúncios

4 comentários em “Roteiro de Férias “sem Roteiro”

  1. Você fez exatamente o que eu sempre quis fazer, ou seja, sair sem destino e sem tempo pra voltar.
    Acredito e espero sinceramente um dia poder fazer o mesmo.
    Adorei as suas dicas a respeito de como conseguir reservas em hotéis de última hora e de como encontrar os lugares badalados da cidade.
    Já aconteceu comigo também de estar em determinado lugar e não conhecer quase nada por falta de informação e prévia consulta.
    Adorei esse post

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s